permissões

Tipo Array
Obrigatório Não
Examplo
"permissions": [
  "*://developer.mozilla.org/*",
  "webRequest"
]

Use a chave permissions para solicitar privilégios especiais para sua extensão. Esta chave é um array de strings, onde cada string é uma solicitação para uma permissão.

Se você solicitar permissões usando esta chave, o navegador poderá informar ao usuário que a extensão a ser instalada está solicitando certos privilégios, e perguntar se aceita ou não conceder esses privilégios. O navegador também poderá permitir que o usuário inspecione os privilégios de uma extensão depois que essa for instalada.

A chave pode conter três tipos de permissões:

  • permissões de servidor (host)
  • permissões de API
  • a permissão activeTab (aba ativa)

Permissões de servidor (host)

Permissões de servidor são espscificadas como match patterns. Cada pattern identifica um grupo de URLs para os quais a extensão solicita privilégios adicionais. Por exemplo, uma permissão de servidor poderia ser "*://developer.mozilla.org/*".

Os privilégios adicionais incluem:

  • acesso XMLHttpRequest e fetch para aquelas origens sem restrições cross-origin (mesmo para requisições feitas a partir de content scripts)
  • habilidade de injetar scripts programaticamente (usando tabs.executeScript) em páginas servidas a partir daquelas origens
  • habilidade de receber eventos a partir da API webRequest para aqueles servidores
  • habilidade de acessar cookies daquele servidor usando a API cookies, caso a permissão de API "cookies" também esteja incluída.
  • desconsiderar a proteção contra rastreamento se o servidor for um domínio completo sem asteriscos. Não funciona com <all_urls>.

No Firefox, da versão 56 em diante, extensões recebem automaticamente permissões de servidor para sua própria origem, que é na forma:

moz-extension://60a20a9b-1ad4-af49-9b6c-c64c98c37920/

onde 60a20a9b-1ad4-af49-9b6c-c64c98c37920 é o ID interno da extensão. A extensão pode obter essa URL programaticamente chamando extension.getURL():

browser.extension.getURL("");
// moz-extension://60a20a9b-1ad4-af49-9b6c-c64c98c37920/

Permissões de API

Permissões de API são especificadas como palavras-chave. Cada palavra-chave nomeia uma API WebExtension que a extensão gostaria de usar.

As seguintes palavras-chave estão atualmente disponíveis:

  • activeTab
  • alarms
  • background
  • bookmarks
  • browserSettings
  • browsingData
  • contentSettings
  • contextMenus
  • contextualIdentities
  • cookies
  • debugger
  • dns
  • downloads
  • downloads.open
  • find
  • geolocation
  • history
  • identity
  • idle
  • management
  • menus
  • nativeMessaging
  • notifications
  • pageCapture
  • pkcs11
  • privacy
  • proxy
  • search
  • sessions
  • storage
  • tabHide
  • tabs
  • theme
  • topSites
  • webNavigation
  • webRequest
  • webRequestBlocking

Na maioria dos casos, a permissão apenas concede acesso à API, com as seguintes exceções:

Permissão activeTab (aba ativa)

Esta permissão é especificada como "activeTab". Se uma extensão tem a permissão activeTab, quando o usuário interage com a extensão, a extensão recebe privilégios adicionais somente para a aba ativa.

"Interação do usuário" inclui:

  • o usuário clica na ação da extensão, no navegador ou na página
  • o usuário seleciona um item da extensão no menu de contexto
  • o usuário ativa um atalho de teclado definido pela extensão

Os privilégios adicionais são:

A intenção desta permissão é permitir que extensões executem um caso de uso comum, sem ter que lhes dar permissões poderosas demais. Muitas extensões querem "fazer alguma coisa com a página atual quando o usuário pede". Por exemplo, considere uma extensão que queira executar um script na página atual quando o usuário clicar em uma ação do navegador. Se a permissão  activeTab não existisse, a extensão precisaria pedir a permissão de servidor <all_urls>. Mas isso daria à extensão mais poder que o necessário: ela poderia executar scripts em qualquer aba e quando quisesse, em vez de apenas na aba atual e somente em resposta a uma ação do usuário.

Note que você só pode ter acesso à aba ou dado que estava ali, quando a interação do usuário ocorreu (por exemplo, um clique do mouse). Quando a aba ativa muda para outra página, por exemplo devido a concluir o carregamento ou algum outro evento, a permissão não lhe concede mais acesso à aba.

Normalmente, a aba a qual foi concedido activeTab é somente a aba ativa atual, exceto em um caso. A API menus permite a uma extensão criar um item de menu que é exibido se o usuário abrir o menu de contexto sobre uma aba (ou seja, no elemento na lista de abas que permite ao usuário mudar de uma aba para outra). Se o usuário clicar em um item desses, a permissão activeTab é concedida para a aba em que o usuário clicou, mesmo que essa não seja a aba ativa no momento (de acordo com Firefox 63, bug 1446956).

Acesso à área de transferência

Existem duas permissões que permitem à extensão interagir com a área de transferência:

  • clipboardWrite: escrever para a área de transferência usando document.execCommand("copy") ou document.execCommand("cut")
  • clipboardRead: ler da área de transferência usando document.execCommand("paste")

Consulte Interação com a área de transferência para saber todos os detalhes sobre isso.

Armazenamento ilimitado

A permissão unlimitedStorage:

Examplos

 "permissions": ["*://developer.mozilla.org/*"]

Solicita acesso privilegiado a páginas sob developer.mozilla.org.

  "permissions": ["tabs"]

Solicita acesso a partes privilegiadas da API tabs.

  "permissions": ["*://developer.mozilla.org/*", "tabs"]

Solicita ambas as permissões anteriores.

Compatibilidade com navegadores

BCD tables only load in the browser